Os diferentes tipos de artes marciais

Existem diversas definições do conceito de artes marciais. A expressão “marcial” remete para “luta”, “combate”, sendo uma referência direta a Marte, o deus da guerra para os antigos romanos. De acordo com os mais puristas, trata-se de um sistema integrado de desenvolvimento do corpo, da mente e do espírito, através da aprendizagem de um conjunto de técnicas de luta. Num sentido mais lato, poderemos designar por “arte marcial” qualquer sistema organizado de técnicas de combate corpo a corpo. Comum a todos os conceitos é a não utilização de armas de fogo. Vejamos agora diferentes tipos de artes marciais.

Karaté

Quando se fala em artes marciais, o karaté é uma das primeiras modalidades em que normalmente se pensa. Os menos versados julgam tratar-se da capacidade de imobilizar adversários com um só golpe; contudo, é na verdade uma arte que visa o aperfeiçoamento moral e a renúncia à força para a resolução de conflitos.

Jiujitsu Brasileiro

Nascido do esforço dos irmãos Gracie, no sentido de aperfeiçoarem uma arte marcial japonesa, o jiuMarcos_Torregrosa_Flying_Trianglejitsu brasileiro é talvez o primeiro grande exemplo da mistura de várias artes marciais. Hélio Gracie, um dos seus fundadores, referia que procurou adaptar as técnicas do jiujitsu à sua fraca condição física e o resultado foi uma modalidade inteiramente nova.

Esgrima

Herdeira da tradição de treino militar europeia – e, remotamente, das práticas militares da Idade Média – a esgrima não possui um corpo filosófico profundo como as artes marciais orientais. Ainda assim, exige aos seus praticantes um sentido de determinação, paciência e muita prática para atingir a perfeição técnica, que possa ser recompensada com uma medalha nos Jogos Olímpicos. A esgrima olímpica compreende as modalidades de sabre, espada e florete.

Krav Maga

Algumas opiniões afirmam que um sistema de luta que visa proporcionar o máximo de dano possível ao adversário não pode ser qualificado como “arte marcial.” Contudo, o krav maga torna-se altamente eficaz em termos de neutralização imediata de um adversário. Com a aplicação destas técnicas, uma pessoa com debilidade física pode imobilizar um atacante mais forte e pesado e abandonar rapidamente o local, antes que o agressor possa recuperar.