Conceitos básicos das artes marciais

Os conceitos básicos das artes marciais, nomeadamente das orientais, são comuns a praticamente todas. As técnicas diferem – é aí que nascem os diferentes estilos de luta ou combate – mas as ideias filosóficas, firmemente embebidas nas tradições culturais do Extremo Oriente, podem ser apreendidas em diferentes sistemas. Note-se que alguns destes valores também se encontram nas tradições culturais e filosóficas do Ocidente, embora neste caso não estejam tão ligados às artes marciais. Vejamos então quais são estes conceitos básicos e como podem ser aplicados na vida quotidiana.

Autodisciplina

Disciplina não deve ser pensada como “castigo”, mas sim no seu verdadeiro sentido: fazermos voluntariamente o que “temos” de fazer, e não o que “queremos” fazer. Colocar o dever acima de outras considerações. Esta característica não nasce connosco, deve ser treinada ao longo da vida; o treino em artes marciais potencia este desenvolvimento a longo prazo, fazendo com que o esforço que fazemos para sermos melhores se torne cada vez mais fácil de executar.

Equilíbrio

O corpo, a mente e o espírito devem estar em equilíbrio. Não devemos comer nem demais nem a menos; devemos trabalhar, mas não ao ponto de o treino ou o esforço nos esgotarem; não devemos, igualmente, p5682592501_10e1142327_breocupar-nos com aquilo que não podemos controlar, uma vez que não depende do nosso esforço ou do nosso mérito. Nas artes marciais, o praticante que exiba sinais de raiva ou tensão estará automaticamente em desvantagem perante o que se apresenta totalmente sereno.

Fluidez

Bruce Lee disse: “Sê como a água!” Pode ser tranquila e graciosa, mas também pode ser dura e arrasadora. E é sempre dinâmica e fluída, capaz de se adaptar a qualquer superfície. O praticante de artes marciais deve ser capaz de absorver o impacto do adversário, utilizando a sua própria força para derrotá-lo, ou atingi-lo da forma mais forte e rápida.

Espírito do guerreiro

Se o praticante foi derrubado, tem que erguer-se. Se se lesionou, tem de ser paciente e voltar à sua melhor forma. Se foi derrotado, tem de continuar a praticar até vencer. A determinação e a perseverança são a resposta; a desistência, nunca!